// //

Como ganhar dinheiro sem emprego fixo: verdades reveladas


É possível ganhar dinheiro e continuar pagando suas contas sem preocupação! Basta ter uma boa ideia para render lucros e começar a investir nela. Muitos brasileiros sonham em ser seu próprio patrão, mas desses, tantos desistem e jogam a tolha antes mesmo de dar o primeiro passo; seja por medo de investir em algo que não irá dar certo, seja por medo de não possuir clientes.

Contudo, para outros, não importa, mesmo com os empecilhos, vão seguir atrás do sonho da independência profissional e financeira!

Brasileiro: profissão empreendedor


O ex-diretor geral do Insituto Endeavor, Paulo Veras, diz que o brasileiro é marcado por ousadia e se sente mais confortável em lidar com riscos do que outros povos. É essa ousadia que faz o Brasil estar sempre em lugar de destaque quando o assunto é empreendedorismo.

Seu negócio pode estar em uma loja, na internet ou até mesmo em casa. A opção de trabalhar em casa, por exemplo, possui algumas vantagens como a economia de tempo, investimento inicial e até mesmo de qualidade de vida. Já quando pensamos em montar algo na internet, a ideia de uma loja virtual é a primeira coisa em que pensamos, mas não é só de lojas que esse tipo de empreendedor pode viver, você sabia?

Vamos, então, dar algumas dicas de negócios promissores e, inclusive na internet, para que você tenha como ganhar dinheiro sem ter um emprego fixo.

Como ganhar dinheiro sem ter um emprego fixo

1- Blog profissional


Sem um grande investimento de capital inicial, os blogs e sites de conteúdo específico são ótimas opções de negócio. O primeiro caminho para quem quer ganhar dinheiro na internet com blogs, é o Marketing de Afiliados. É simples, o anúncio de uma marca é colocado em seu blog e você ganha uma comissão pela venda. Esse processo de ganhar dinheiro sem ter emprego fixo tem se tornado cada vez mais comum, você sabia?

2- Escola de Idiomas


A necessidade de uma segunda língua é essencial para o desenvolvimento profissional nos dias de hoje. Neste nicho de mercado você pode montar sua própria estrutura ou adquirir uma franquia de alguma escola das grandes do país. A decisão é sua!

3- Food trucks


Vinda de Nova Iorque, a moda dos food trucks tem ganhado as ruas do Brasil, na cidade de São Paulo, sobretudo. O segmento possui uma facilidade: um investimento inicial menor, além da própria versatilidade e mobilidade do negócio. Pense nisso!

4- Agência de viagens online


O baixo investimento é uma grande vantagem, além do Home Office, através do qual você consegue trabalhar em casa. Basta adquirir uma franquia de agência de viagens online ou montar a sua própria agência, fantástico, não é?

5- Desenvolvimento de aplicativos para mobile


Os celulares ganharam seu devido espaço e junto com tais dispositivos, os aplicativos têm tomado cada vez mais espaço nos aparelhos. Se você tem uma boa ideia de um aplicativo que facilitará a vida de um usuário, invista nela, pode dar certo!

6- Agência de marketing digital


A falta de mão de obra no mercado publicitário digital é séria. Se você tem a formação adequada para montar este tipo de plataforma, vale investir neste negócio cada vez mais promissor. E, para começar, por que não abrir em sua própria casa? Fica a dica!

Comente agora sobre como você enxerga essas novas possibilidades do mercado, que favorecem o empreendedorismo e a autonomia. Você concorda? Ou jamais gostaria de ganhar dinheiro sem ter um emprego fixo? Dê-nos sua opinião!


Artigo escrito por Jeferson Sousa criador do site BomDinheiro.net e dedica seu tempo a ensinar maneiras possível de ter um renda passiva trabalhando sem sair de casa.
Continue lendo »
// //

5 erros que você não deve cometer no seu e-mail marketing

e-mail marketing

Criar campanhas de e-mail e gerenciar os assinantes é uma tarefa importante na vida de um empreendedor digital. Manter a organização e estratégias de abordagem, fazem toda a diferença na obtenção de resultados positivos. Não é novidade que para ganhar dinheiro na internet com programa de afiliados, as ferramentas de e-mail marketing são fortes aliadas.

Essencial para trabalhar com pessoas e gerar maiores lucros ao seu empreendimento digital, os autoresponders e e-mail marketing são soluções obrigatórias na vida de quem desenvolve negócios na internet. Criar conteúdo e informações relevantes para alimentar seus assinantes é a melhor forma de fidelizá-los e de desenvolver uma relação mais próxima.

Todavia, saber como criar um e-mail marketing de sucesso não é algo que muitos sabem e conseguem. Título do e-mail, linguagem e gancho para vendas, são pontos que exigem prévio estudo. Pois, cometer erros na hora de desenvolver uma campanha de e-mails podem destruir toda e qualquer possibilidade de vendas e da conquista de confiança. Confira agora os erros que você não deve cometer em suas campanhas de e-mail marketing.

1. Prometer o mundo


Iniciar uma campanha de e-mails em prol de um programa de afiliado, prometendo mundos e fundos é totalmente inaceitável. Não tente enganar o seu assinante dizendo coisas que não são verdades, isso irá afastá-los de você e deixar o seu negócio sem qualquer credibilidade. Pois, faltar com a verdade é uma péssima escolha em qualquer tipo de negócio.

Conheça o produto que você quer divulgar. Estude bastante sobre a sua proposta e o utilize na prática. Essas são as melhores maneiras de recomendar algo, porque você terá certeza do que está dizendo e indicando para a sua audiência. Não crie e diga coisas fantasiosas. Para conquistar a confiança das pessoas e assim realizar vendas, você precisa informar aquilo que é correto dizer.

2. Agir com descompromisso


Se você quer ganhar dinheiro com programas de afiliados utilizando e-mail marketing para isso, saiba que planejar campanhas é preciso. Não manter um compromisso e disciplina com as sequencias de e-mails requeridas para fazer vendas, é como “nadar e morrer na praia”. Todas as áreas e tarefas ligadas ao seu trabalho como empreendedor digital requer atenção e seriedade. Por isso, mantenha as suas metas e obedeça o que foi estipulado.

É importante salientar também, que quando seus clientes entram em contato com você para buscar por mais informações, você precisa dar-lhes um retorno sem demora. O descompromisso com o seu negócio digital e com seus consumidores é algo que pode destruir qualquer potencial de sucesso que você possua.

3. Não deixar claro quem você é


Um dos erros mais comuns dos empreendedores digitais que não conseguem realizar vendas é não se apresentar. Em todo e qualquer e-mail marketing, seja ele referente a programas de afiliados ou qualquer outro assunto, você deve deixar claro ao seu destinatário quem você é e o que pretende com aquele contato.

Se as pessoas não te conhecem, elas não irão sequer abrir o e-mail enviado por você. Isso na realidade é uma medida de segurança nos dias de hoje. Quando não sabemos de quem é um e-mail e do que aquilo se trata, deve-se imediatamente excluir da caixa de entrada. Então, evite que seu e-mail seja apagado sem ao menos ter sido aberto e lido. Diga seu nome e o motivo daquele contato.

4. Conteúdos repetidos


Realizar uma campanha em prol de um produto de programa de afiliado não quer dizer que os e-mails tenham de ser sempre os mesmos. Se você vai fazer uma sequencia de e-mails para divulgação e venda de um certo produto, mude a estrutura do seu e-mail e crie abordagens diferentes, como gatilhos mentais distintos e diferentes benefícios para o seu cliente.

Seja criativo e envio e-mails diferentes a cada contato com o seu assinante. Enviar sempre as mesmas coisas é algo cansativo e pode fazer com que seus e-mail caiam na caixa de spam. É recomendável respeitar um espaço de tempo até enviar novos e-mails. Todavia, não repita conteúdos e muito menos faça contato de forma exacerbada.

5. Quando o inovar é deixado de lado


Ficar sempre no mesmo, sem tentar novos métodos de contato com sua audiência é péssimo para a continuação dos seus negócios. Inovar é peça chave para a sobrevivência e sucesso de qualquer empreendimento. Por isso, se esforce para utilizar de vídeos e imagens em suas campanhas de e-mail marketing.

Permitir que seus assinantes tenham uma outra maneira de receber seus conteúdos além de texto, é um ótimo chamariz para os produtos que você tem a oferecer. Tornar seus e-mails mais dinâmicos e atrativos é ótimo para conquistar seus assinantes e realizar vendas. Então, se você pode adicionar uma imagem legal ou um vídeo sobre o produto em questão, o faça sem demora. Dica: você pode alternar entre texto, imagem e vídeo em suas campanhas de e-mail.
Continue lendo »
// //

Como Funciona o Curso Fórmula da Importação?

Fórmula da Importação - Como funciona o curso?

O curso Fórmula da Importação realmente ensina tudo o que um importador deve saber antes de fazer a primeira compra internacional? Minha resposta é: SIM.

Desde que comecei a divulgar cursos de importação, muitas pessoas ainda tem dúvidas sobre qual o melhor. Na verdade o problema nem é esse, mas se importar é algo fácil e não trará dores de cabeça no futuro.

Em tempos atuais, o maior vilão da importação é a Receita Federal e o imposto abusivo que pagamos a cada compra vinda do exterior. Até $100 nada pode ser taxado, lembre-se disso. Porém, já sabemos que essa tributação é aleatória, e se contarmos com a sorte, a compra com nota acima de $100 passa sem taxação alguma.

Outro problema comum é saber onde comprar. São tantas as lojas virtuais que até fica difícil saber qual fornecedor é confiável, não é mesmo?

Foi para ensinar o passo a passo da importação dos EUA e China que o João Pedro criou o curso Fórmula da Importação e hoje já é um sucesso total. O curso ultrapassou a marca de 2000 alunos em 5 meses de lançamento.

Dentro do Fórmula da Importação o aluno não só aprende como importar produtos para uso próprio, mas caso queira, também pode abrir uma loja virtual e ganhar dinheiro com a revenda online.

Abaixo está uma imagem que capturei da área de membros do curso:

área de membros do curso Fórmula da Importação

Ao todo o curso possui 3 módulos ensinando a importar produtos dos EUA, China e Peru. Os outros módulos são adicionais e ensinam, por exemplo, como montar uma loja virtual usando um serviço gratuito e faturar no mínimo R$5.000 por mês.

O módulo 5 conta com ferramentas para rastreamento das compras e conversor de tamanho de roupas e calçados, já que fora do Brasil a medida é diferente. Então, são ferramentas indispensáveis ao importador profissional.

O João Pedro não focou só nas pessoas que querem importar, mas também em quem não quer esperar dias o produto chegar no Brasil. A solução rápida é comprar produtos importados de fornecedores brasileiros. E no curso tem três fornecedores brasileiros das marcas: Osklen, Reserva, Willian, Ralph Lauren e Sergio K.

Suporte do curso Fórmula da Importação


O curso conta com suporte via e-mail, grupo no Facebook e através de contato direto com o João Pedro. Como ele faz para atender 2000 alunos eu não sei, mas ele está sempre pronto para responder todas as dúvidas em tempo recorde.

Dentro do curso estão todas as informações para entrar em contato com o suporte.

Por que importar ao invés de comprar numa loja brasileira?


Costumo dizer que o curso de importação têm dois públicos:

1) Pessoas que querem se vestir bem sem gastar uma fortuna;
2) Pessoas que querem ganhar dinheiro com a revenda dos produtos.

O Fórmula da Importação atende os dois públicos. Claro que a grande maioria quer fazer uma graninha extra importando para revender com lucros superiores a 200%. E isso não é muito difícil de conseguir.

Sabemos que a alta carga tributária faz com que os preços de produtos de marcas sejam vendidos a preços altíssimos.  Ou seja, ao invés de comprar apenas uma peça aqui no Brasil, podemos importar 2 ou 3 pelo mesmo preço.

Saber comprar não é ostentação nenhuma, pelo contrário, é saber aproveitar as oportunidades de negócios.

O que o curso não vai te ensinar


Já imaginou se existisse uma forma 100% confiável de não ser taxado pela Receita Federal? Seria excelente, não é?

Nenhum curso ensina isso, justamente porque não existe tal maneira. O que o importador pode fazer é usar uma estratégia para reduzir as chances de ser tributado, mas nada é 100% garantido. Caso contrário seria contra a lei e o importador estaria cometendo um crime.

Vamos começar a importar com o pé direito?


Como já expliquei, o Fórmula da Importação tem a obrigação de ensinar a importar qualquer tipo de produto e ainda trabalhar com a revenda. Caso contrário, seu dinheiro é devolvido integralmente sem qualquer tipo de pergunta (use o suporte antes, claro).

O curso é todo online, logo após a aprovação do pagamento é enviado para o e-mail cadastrado no momento da compra o login e senha de acesso à área de membros.

Clique aqui para saber mais sobre o curso e também as formas de pagamento.


 Acesso Imediato

Continue lendo »
// //

#DicaDeLivro: Venda + Valor 2.0 - Como vender valor e não preço

Venda + Valor 2.0
No momento de fechar uma compra o preço baixo é o fator determinante para levar o produto? Quase certeza que sua resposta é SIM.

O consumidor sempre estará atrás do melhor custo/benefício, dos descontos, do preço baixo, e isso não é ruim. Mas, o comerciante sente no bolso todo esse "prejuízo" e assim diminui cada vez mais sua fatia de comissão na venda.

Venda + Valor 2.0 é um livro que aborda esse assunto de vendas, porém na visão de empreendedor. Como podemos vender algo que as pessoas querem e estão dispostas a pagar o preço justo?

Para encarar esse desafio, Pedro Luiz Roccato mostra como funciona o processo de vendas  e ensina maneira de tornar a venda uma experiência diferenciada para o cliente.

Quando seu produto concorre no mercado só pelo preço, ou seja você, somente consegue a venda quando seu preço é menor do que seu concorrente, você estará sempre achatando seu lucro. Veja como agregar valor ao seu produto e livre-o de concorrência predatória.

Além de conceitos inovadores, o livro Venda + Valor 2.0 também está repleto de técnicas, modos de aplicação de tudo o que é exposto, o que torna o aprendizado motivador e empolgante por natureza. Este é o caminho natural que empresas e vendedores terão que trilhar para enfrentar um mercado cada vez mais competitivo.

Esse tipo de estratégia em vendas já pode ser visto em infoprodutos de alto ticket. Pessoas estão dispostas a pagar R$4.000 por um curso que as ensinar a ganhar mais. Cabe ao vendedor saber explorar todos os gatilhos que influenciam na decisão do cliente de querer o produto, não importando o preço.

É preciso elevar sua proposta de valor. É preciso se diferenciar. E este livro pode ser o primeiro passo para que isso aconteça de verdade.

Ou você quer ainda trabalhar na forma antiga competindo por preço?

Compre estre livro na Americanas. Clique aqui!
Continue lendo »
// //

Você já pensou em abrir a sua própria franquia online?

franquia online

Quem nunca teve o sonho de trabalhar como um empreendedor, ser o seu próprio chefe e, para melhorar ainda mais, trabalhar de casa, sem se preocupar com horários tão rígidos ou se estressar com trânsito e todos os empecilhos que acabam acontecendo em um dia de trabalho comum. Sem dúvida, é juntar o útil (ser empreendedor) ao agradável (trabalhar no conforto de casa).

Ter o seu próprio negócio online e lucrativo é desejo de muitos. No entanto, são poucos os que correm atrás desse objetivo, a maioria nem tenta ou desisti logo no começo, pois pensa se tratar de uma meta inalcançável, uma realização impossível.

Bem, posso dizer que isso não é verdade, é possível sim abrir o seu próprio negócio online e porque não até mesmo abrir a sua própria franquia virtual? Hoje, a internet oferece uma infinidade de meios de ganhar dinheiro, principalmente voltada ao empreendedorismo, com as franquias virtuais.

Essa nova modalidade de negócio rentável é muito agradável de trabalhar, se assemelha muito à linha de raciocínio da franchising habitual.

Explicando mais detalhadamente uma franquia virtual, sua linha de trabalho se concentra no uso de terceiros de uma marca criada na internet e usada apenas dentro dela, ou seja, a mesma não pode existir nem ser praticada fora do ‘mundo virtual’.

Assim, é preciso, como em outras franquias, seguir as regras e condutas determinadas pela marca que você irá utilizar enquanto franqueado. Os lucros e ganhos com a atividade serão de forma direta exclusivamente seus, mas antes é necessário pagar pela franquia virtual que for escolhida.

Resumindo, podemos dizer que a principal vantagem relacionada com a abertura de uma franquia virtual está no fato de que você já obtém uma marca solidificada e conhecida no mercado virtual e o trabalho a ser feito consiste, simplesmente, em buscar mais clientes para conseguir, assim, aumentar as vendas.
Continue lendo »